Oi pessoal, tudo bem?
Algumas pessoas já vieram me perguntar sobre a cor do meu cabelo, como eu faço pra manter, qual a tinta e tudo mais. Por isso decidi fazer um post aqui no blog pra explicar todas as minhas mudanças de cabelo até chegar no ruivo. Já aviso que não sei bem ao certo as colorações, mas se vocês quiserem, posso gravar um vídeo com o meu cabeleireiro pra contar pra vocês tudo certinho, o que acham?
Vamos lá então… Minha mãe nunca me deixou fazer muitas loucuras com meu cabelo, então eu resolvi ir aos poucos. Em Março de 2014 fiz a tal das “californianas”, que seriam as pontas do cabelo mais claras do que o comprimento do cabelo. Pois bem, fui lá e fiz.

Até ficou bonito, mas o trabalho que essas pontas me davam, me fizeram desgostar do cabelo e adivinha só o que a moça resolveu fazer? Passei um tonalizante preto no cabelo pra tirar essas pontas claras e tudo resolvido. Em Agosto de 2014 estava com o cabelo praticamente “natural”.
A próxima mudança foi então o comprimento do meu cabelo. Em Dezembro de 2014 (exatamente no dia 31/12), decidi que iria cortar o meu cabelão e foi o que fiz. Cortei aproximadamente 15cm e doei meu cabelo para a Cabelegria, uma instituição que faz perucas para crianças com câncer.

Eu adorei ter cortado o cabelo curtinho, mas sabia que quando ele chegasse um pouco mais além do ombro, eu iria me arrepender. Meu cabelo é grosso e muito volumoso, então pra ficar “armado” é rapidinho. Até aí meu cabelo estava de um jeitinho que eu gostava muito. Passados alguns meses, em Maio de 2015 decidi que queria ficar ruiva para o meu noivado em Junho. E foi aí que eu conheci o Gustavo Niehues. Eu amo o Gu e não troco ele por nada, nem ninguém. Cheguei pra ele e disse “quero ficar ruiva até Junho”, agendei meu horário e saí de lá ruiva, no mesmo dia. Foram aproximadamente 10hs no salão, mas saí de lá do jeitinho que eu queria.

Meu cabelo chegou todo “estragado” porque já tinha tentado ficar ruiva em outros salões e eles falavam que era muito difícil fazer isso no meu cabelo, que não seria possível e blablabla. Mas o Gu conseguiu e todas as vezes que vou lá, nós deixávamos ele mais “laranjinha”.
Em Maio eu estava com o cabelo ruivo que tanto esperei. A foto do meio é do dia do meu noivado e cumpri o que havia dito, que estaria ruiva até Junho. O ruivo foi a minha paixão, apesar de toda a manutenção. Eu ia todos os meses no salão para retocar a raiz e deixar a cor mais viva. Não sei dizer ao certo a coloração, mas nós usamos as tinturas da Keune, já que a linha de cabelos vermelhos/cobre deles é ótima!
Chegamos agora em Novembro, final do ano e as minhas condições financeiras me fizeram optar por escurecer o cabelo. Não, não deixei o ruivo de lado. Conversei com o Gu e escurecemos o comprimento do cabelo e deixamos as pontas com o ruivo que já tinha no meu cabelo.
E estou apaixonadíssima pelo meu cabelo. Sei que o Gustavo usou um tom de loiro escuro para o comprimento do meu cabelo, pra que caso eu queira voltar para o ruivo, fique mais fácil depois. As pontas continuam com a coloração ruiva de anteriormente e acho que isso deixa meu cabelo mais vivo. Não queria voltar para o preto, nem queria um cabelo sem graça. Por sorte, o Gu sempre me entende e faz o meu cabelo ficar incrível. Confio no trabalho dele sem pensar duas vezes.
É isso pessoal. Creio que agora não teremos mais mudanças, ou pelo menos, não até a formatura (fevereiro/2016). Mas caso eu decida fazer uma loucura, filmarei para vocês todo o processo. Espero que tenham gostado e se tiverem qualquer dúvida, deixem nos comentários que eu responderei com todo o prazer!
Um beijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *