Esses tempos eu postei um texto nos links da semana que falava sobre “Não Nasci Pra Ser Blogueira” e me identifiquei demais com o texto. Como algumas pessoas pediram para saber a minha opinião sobre ser blogueira, decidi escrever um pouco sobre o que eu acho desse universo todo. Já vi muita gente falando que é fácil ser blogueira, comentários como “ah é só tirar umas fotinhos e postar no instagram”, “escreve qualquer coisa e posta”… Mas pra quem leva a sério esse mundo não é bem assim viu? É difícil ser blogueira.

Quando escrevo os posts do blog não posto qualquer coisa que me vem à mente. Leio, releio, peço para outra pessoa ler e só depois de muita revisão, publico. Eu não sei quantas pessoas leem o blog, mas sei que a minha palavra pode impactar cada uma de uma maneira diferente. Não pensem que ser blogueira é um sonho. Muito pelo contrário. Tudo que tenho até hoje fiz por conta própria e do meu próprio bolso. Não estou aqui pra ganhar jabá de marcas, nem pra ser ultra mega famosa. Todas as resenhas que vocês já viram por aqui são produtos que eu comprei com meu próprio dinheiro e sabem quanto eu lucro financeiramente com o blog? Nada. Isso mesmo. Nada. E tá tudo bem viu? Eu, Renata, criei o blog para compartilhar com as pessoas produtos de beleza que valem a pena (ou que não valem mesmo), para dar dicas de bons restaurantes, falar sobre aqueles filmes que assisti e mexeram comigo de alguma forma. Compartilhar boas informações, passar para vocês leitoras/leitores um pedacinho do meu dia a dia, aquilo que eu realmente gostei ou aquela experiência que não valeu a pena, mas sempre buscando preservar também minha vida “fora do blog”.

Vocês devem acompanhar diversas blogueiras que fazem Stories, Snapchat o tempo todo, praticamente 24/7 e parece que tudo é um sonho né? Pois bem, não é. Parei para pensar nisso esses dias e vocês já imaginaram como é ter que compartilhar praticamente tudo da sua vida? Tudo que você faz, come, vive vira conteúdo. Não estou falando que é errado fazer isso, só estou falando que não nasci pra isso. Admiro muitas meninas que acompanham e conseguem manter o equilíbrio entre vida pessoal e trabalho. Nós vivemos com os celulares nas mãos o dia todo e eu prezo muito os momentos em que consigo me desligar dele e aproveitar o momento. Claro que isso é uma opção minha. É claro que gosto de compartilhar algumas novidades com vocês como a minha primeira mudança, quando pintei o cabelo de ruivo, meu noivado, minha formatura… O blog tem muito de mim. Sempre vai ter. Mas eu não nasci para transformar toda a minha vida em conteúdo.

Minha vida não é um conto de fadas e tem muitas coisas que eu prefiro manter “offline” mesmo porque não cabe compartilhar aqui. Acho que esse é o ponto. Ter o senso do que pode ser compartilhar ou não por aqui, o que vai acrescentar na vida de vocês ou não. O que eu achar que vai colaborar para o crescimento do blog, vai aparecer por aqui (ou nas outras redes sociais), não tenham dúvidas. Mas tem muita coisa que eu prefiro manter fora daqui até mesmo para preservar quem vive comigo. O blog é meu e se alguém tem que se expor sou eu e não minha família, meus amigos.

Eu tiro o chapéu para as blogueiras que conseguem trabalhar 24/7, sempre gerando conteúdo, mostrando todo o seu dia, mas eu gosto muito de ver as minhas horas de descanso e longe do celular ou do computador. O blog não é o meu único trabalho e talvez por isso seja ainda mais complicado achar tempo para postar e ficar horas no Stories. Gosto de conversar com vocês, ler os comentários daqui e das outras redes e estou sempre aberta para isso. Mas acreditem que tem muito mais por trás da Renata que vocês leem por aqui viu? Não é fácil ser blogueira, mas eu gosto demais de poder compartilhar um pouquinho de quem eu sou, das coisas que eu gosto com vocês. E eu espero ver o blog crescer ainda mais e ver muitas outras pessoas acompanhando ele.

Instagram | Facebook | Twitter | E-mail 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *